Contato Vendas

Um Guia para a Gestão de Projectos de Cadeia Crítica

Flowlu Team
Flowlu Team
26 de julho de 2022
7 min read
Um Guia para a Gestão de Projectos de Cadeia Crítica
É proprietário de uma empresa onde o desperdício, a falta de recursos, o incumprimento de prazos e a eficiência são problemas constantes? Quer começar a liderar projectos de forma mais eficaz, gerando assim resultados mais bem sucedidos e, espera-se, lucrativos?

Se respondeu sim a estas perguntas, então a gestão de projectos da cadeia crítica pode ser a estratégia certa para a sua empresa. Se não está familiarizado com o conceito, não se preocupe, pois muitos líderes empresariais não o estão, o que significa que também não estão conscientes dos benefícios que pode oferecer.

Aqui está um guia para a gestão de projectos da cadeia crítica, que o pode ajudar a pôr em prática esta metodologia e começar a gerar resultados.

O que é a gestão de projectos da cadeia crítica?

A gestão de projectos da cadeia crítica (CCPM) é descrita como uma metodologia utilizada para gerir uma série de projectos. A metodologia foi desenvolvida pela primeira vez em 1997 pelo Dr. Eliyahu M. Goldratt. Para quem está familiarizado com a teoria das restrições, foi o Dr. Goldratt que também desenvolveu essa metodologia.

A ideia subjacente à CCPM é que os gestores ou líderes empresariais monitorizam de perto os recursos da empresa. O acompanhamento dos recursos garante que todos os projectos possam ser concluídos de forma rápida, eficiente e eficaz. Não se trata apenas das tarefas necessárias para concluir um projeto; como mencionado, trata-se dos recursos. Alguns dos recursos que são tidos em conta na metodologia incluem equipamento, pessoas, localização, fornecimentos, etc.

Quais são os benefícios da Gestão de Projectos de Cadeia Crítica?

Embora existam vários benefícios da CCPM, um dos mais importantes é o facto de ajudar as empresas a concluir os projectos dentro do prazo e do orçamento. Uma vez que os recursos necessários para as tarefas estão disponíveis e prontos para serem utilizados, não há tempo de inatividade ou desperdício. As tarefas são iniciadas e concluídas prontamente, em vez de serem empurradas para segundo plano, obrigando os empregados a passar para outro projeto.

Quando o Dr. Goldratt estava a formular a sua teoria, analisou o tempo que os projectos típicos demoravam a terminar e descobriu que 44% dos projectos terminavam a tempo, o que significa que 66% não terminavam. Este é um problema enorme que a sua metodologia aborda. Na mesma linha de pensamento, também torna possível concentrar-se num projeto de cada vez, o que pode eliminar a confusão e o stress.

Quais são as empresas que mais se beneficiam com ela?

Quanto às empresas para as quais o CCPM funciona melhor, não há uma lista definida, pois qualquer fabricante pode implementar essa metodologia e, em teoria, ter sucesso com ela. Também não importa se a empresa é grande ou pequena, pois os mesmos benefícios podem ser obtidos.

Como implementá-la da melhor forma - Que passos dar

A próxima grande questão que os proprietários de empresas tendem a ter é como implementar o CCPM e quais os passos que precisam de dar. Este é um empreendimento bastante grande, por isso não se pode esperar que tudo mude de um dia para o outro. Em muitos casos, trata-se de uma forma totalmente nova de organizar, operar, comunicar e concluir projectos, o que significa que todos os departamentos estarão envolvidos, pelo menos a um certo nível. Os especialistas sugerem que siga passos específicos na ordem correcta para que as coisas possam decorrer de uma forma lógica e organizada.

Em primeiro lugar, é necessário descobrir quais são as tarefas mais importantes que também demoram mais tempo a realizar. As tarefas identificadas nesta categoria são designadas por "caminho crítico". Agora é altura de pensar nos potenciais obstáculos ou constrangimentos que podem afetar a cadeia crítica. Alguns constrangimentos comuns são materiais, equipamento, pessoal e postos de trabalho adequados. Examine o que aconteceria se alguma destas restrições causasse um problema.

Chegou o momento de criar o cenário "o mais tarde possível", no qual se identifica a última data em que o projeto poderia ser concluído. Isto é feito através de um trabalho retrospetivo através das tarefas. Também devem ser instalados amortecedores para dar uma folga extra, se necessário. Sugere-se que quanto maior for a tarefa ou a atividade, maior deve ser o buffer.

Dispõe agora de informações suficientes para definir todas as etapas do projeto, o que significa criar um modelo de projeto. Embora se possa sentir tentado a encorajar o multitasking, provavelmente por hábito, o multitasking não tem lugar no CCPM. O objetivo é eliminar o grande número de projectos e tarefas em que os funcionários têm de trabalhar simultaneamente, permitindo-lhes concentrarem-se num projeto de cada vez.

Quanto a quem irá supervisionar o projeto, isso depende de si. Talvez seja a sua função ou talvez tenha supervisores ou gestores a fazê-lo. A dica final é acompanhar todos os passos e resultados para ter a certeza de que está no caminho certo e dentro do prazo.

Quanto tempo demora a ver os resultados?

Cada empresa é única, o que significa que a linha de tempo será diferente. É melhor começar com expectativas realistas, o que significa que pode demorar muitas semanas, meses ou mesmo um ano até ver os verdadeiros resultados. Mantenha-se consistente com os seus esforços, pois eles serão compensados.

A gestão de projectos da cadeia crítica será suficiente?

É difícil determinar se a CCPM será suficiente para dar a volta ao seu negócio, tornar possível a conclusão de todos os projectos a tempo e reduzir o desperdício e as ineficiências. No mínimo, deve ajudar, o que já é um progresso.

O facto é que podem existir outras medidas igualmente importantes que a sua empresa deve tomar para melhorar os processos, como a racionalização dos sistemas, a contratação de pessoal experiente e qualificado, a redução de efectivos, a externalização, etc. Pode consultar a Internet para obter mais informações sobre temas empresariais como estes, para que possa ter uma ideia clara da situação com que se depara e da forma de a resolver.

Torne-se um especialista em PMCC

Como proprietário de uma empresa, pode parecer impossível acompanhar todas as últimas tendências em termos de gestão de projectos e tarefas, mas pode ser útil pelo menos tentar. Aprender tudo o que há para saber sobre o CCPM significa que pode encontrar uma nova metodologia para a sua empresa adotar, que obtenha rapidamente resultados muito mais eficazes. Vale a pena, pelo menos, dedicar algum tempo a pesquisar a ideia.

FAQs
See the most answers to the most frequently asked questions. You can find even more information in the knowledge base.
Knowledge base

A gestão de projectos da cadeia crítica (CCPM) é uma metodologia desenvolvida pelo Dr. Eliyahu M. Goldratt em 1997. Centra-se na gestão de uma série de projectos, monitorizando de perto os recursos para garantir uma conclusão eficiente e eficaz.

O CCPM ajuda as empresas a concluir os projectos dentro do prazo e do orçamento, minimizando o tempo de inatividade e o desperdício. Permite concentrar-se num projeto de cada vez, reduzindo a confusão e o stress e melhorando a eficiência.

Para implementar o CCPM, identifique as tarefas críticas, preveja as restrições, crie amortecedores e desenvolva um modelo de projeto. Evite a multitarefa e acompanhe o progresso de forma consistente. Os resultados podem variar, mas a consistência é a chave para o sucesso.

Flowlu Team
Flowlu Team
26 de julho de 2022
7 min read
Veja como o Flowlu funciona para a sua empresa. Não precisa de cartão de crédito.
Inscreva-se Gratuitamente.
Sucesso. O seu pedido foi enviado. Entraremos em contato com você em breve.
Erro. Algo deu errado. Por favor, tente novamente.
Coupon is Copied to Your Clipboard.